Nimona + Todos contra todos (Leituras de Julho)

Bom, pelo visto minhas leituras estão rendendo mais do que eu esperava. Fico tão contente de voltar a ler como eu costumava na adolescência. É algo que eu amo e que há tempos estava meio deixado de lado. Com toda certeza o KOBO tem contribuído bastante para isso acontecer. 

Bom, resolvi falar neste mesmo post sobre dois livros que li bem rapidinho no mês de Julho. São obras bem diferentes, mas como são leituras curtinhas achei que poderia colocar aqui mesmo assim. 

Graphic novel




Nimona

Essa é uma graphic novel escrita pela autora Noelle Stevenson. Foi um livro sugerido pelo clube do livro Infinistante, do qual participo desde Maio. O livro conta a história de Nimona, uma metamorfa, cujo objetivo principal de vida é ser comparsa do vilão Ballister Coração-Negro. No entanto, quando ela consegue que essa parceria ocorra ela acaba descobrindo um coração não tão negro assim. 

Foi bacana ter lido na fase adulta esse quadrinho, lembro que os últimos que li foram gibis da turma da mônica. Com a consciência que tenho hoje consigo ver como a história é cheia de sentimentos, crescimento dos personagens e até de humanidade. Nimona as vezes consegue revelar um pouco da sua personalidade, mas em alguns momentos ela faz questão de ocultar. Fica a impressão de que ela faz isso até mesmo pra si. Não consegue superar algumas situações que já passou e isso contribui para o que ela se tornou atualmente. 

Algo que também me chamou a atenção foi a relação de Coração-Negro com o seu ex amigo Sir Ambrosius Ouropelvis. Eles tiveram uma briga bem feia no passado, mas nunca se reentenderam pois eram muito orgulhosos para pedir perdão, abrir um diálogo sem estarem armados. 

A história conta também com a Instituição que controla a região e que manipula as pessoas sem que essas percebam de imediato. Consegui até fazer uma ponte para a realidade política que vivemos hoje em dia. 

Enfim, posso dizer que foi uma leitura bem agradável. As ilustrações estavam lindas. Seria interessante essa obra estar presente nas escolas do país. Assim as crianças e jovens conseguiriam discutir de uma forma mais lúdica sobre a importância de falar sobre sentimentos.

♥♥♥

O ódio nosso de cada dia

Todos contra todos: O ódio nosso de cada dia. 

Essa é uma obra do historiador Leandro Karnal, que eu tanto admiro. Sempre estou ouvindo o que ele tem a dizer através de suas palestras no YouTube. Essa obra, especificamente, fala sobre o ódio, sobre como as pessoas se engajam mais, se unem mais por uma causa que envolva ódio e revolta. Além disso, mostra como nós brasileiros nos desvalorizamos, vendo a grama do vizinho sempre mais verde. Coisa que com o "vizinho" é diferente, que sempre vê sua própria grama mais verde que a nossa. 

Essa metáfora quer dizer que não sabemos reconhecer o que temos de bom, não damos valor a qualidades que são difíceis de se deparar nos países mais desenvolvidos, como a proatividade e boa vontade de ajudar, ou a maneira espontânea que fazemos amizade.

Foi o primeiro livro que li junto com alguém. Minha prima Ianê (clica AQUI pra acessar o blog dela e AQUI ver a resenha que ela fez sobre esse livro) me convidou para lermos juntas e eu amei a experiência. Inclusive já fizemos isso de novo em Agosto, mas é assunto para outro post. 

Esse foi um livro bastante criticado por internautas. Eu admito que ele tem uma linguagem mais popular, mais simples. E pra quem conhece Karnal já espera algo denso e profundo. Realmente não foi o caso de Todos contra todos. Porém, o livro me passou uma mensagem importante, pertinente à época atual e ao meu ver foi um livro excelente. Recomendo!

Por ora é isso. Essas foram as minhas leituras de Julho. Me diz aqui nos comentários se você já leu alguma das obras. Qual seu tipo de leitura favorito?


1 comentários:

  1. Amei nossas leituras. :D Vamos fazer isso sempre, rsrs

    ResponderExcluir