Minha cadelinha: Primeira tosa e susto!




Outro dia, minha cadelinha Mocinha fez a primeira tosa. Ela ainda tem 4 meses, e apesar da primeira tosa geralmente ser feita aos 6 meses, nós optamos por fazer agora por orientação do veterinário. Aqui na minha cidade é muito quente, tipo, 35* C frequentemente. Como ela tem cor predominante preta, a sensação de calor pra ela deve ser ainda mais intensa do que pra gente (!).
Como falei lá no título deste post, ela passou um susto em mim e no marido. Ela chegou perto de mim bastante ofegante, me lambendo muito, como se ela quisesse me falar algo desesperadamente. Mas, eu não soube ajudar, não consegui ver o que ela precisava, daí ela começou a deitar no meu colo de um jeito que não é característico, bem "fraquinha", e foi aí que eu soube que havia algo errado com minha cadelinha.

Eu fui até a sala com ela no meu colo, e ela urinou em mim. Desculpa se for muita informação, mas... Nós ficamos meio desesperados por que ela é treinada a fazer suas necessidades no mesmo lugar, e ela faz direitinho.
Nós a colocamos no chão e ela não conseguia se manter de pé. Foi horrível!! Levamos ela no Veterinário. Eu pensei que eu fosse perder minha cadelinha. Quando chegamos na clínica, disseram que ela poderia estar com Sinomose! Mas, eu fiquei em dúvida, visto que as vacinas dela estavam todas em dia! O vet disse que ela estava com febre antes de sair de casa.
Porém, quando chegamos em casa, encontramos uma abelha morta no chão da sala. Advinha? Provavelmente, ela brincou com a abelha, e a dita cuja picou minha cadelinha, fazendo ela ter uma provável reação alérgica e muita dor por causa da picada!
Hoje ela está bem alegre, brincando bastante, fazendo muita bagunça. E uma coisa eu sei: Pelo susto que passei, não vou mais reclamar das mal criações que ela faz de vez em quando, rs. Prefiro ela desse jeito!
As fotos deste post eu tive que tirar com o Modo Esporte da minha Câmera. Só assim consegui congelar de verdade a imagem e a foto não saía "tremida", haha. Ela não para quieta =)

xoxo

1 comentários:

  1. […] É estar com o coração na mão quando ela está […]

    ResponderExcluir