Minha família cresceu ~ Bem vinda dog Margô Mocinha Florentino de Moura


Gente! Estão vendo essa bolinha de pelos pretos aí no meu colo? É a mais nova membro da família Florentino de Moura! A dog Margô! Ela fez 2 meses dia 6 de julho e já está mais do que esperta. Ela é um foguetinho! Mas também tem os momentos doces e meigos.

Eu nunca tive cachorro na vida por que os médicos sempre falaram que eu não poderia. Minha mãe teve toxoplasmose na gestação e eu nasci com lesões na retina. Por isso eu sempre sonhei em ter um pet e não pude. Daí, ainda quando era solteira, as informações foram mudando e eu descobri que eu posso ter sim um cachorrinho e isso me animou demais. Mas minha mãe não gostava por que dão trabalho. Ela disse que quando eu tiver minha própria casa eu poderia arrumar um pra mim. E por isso, eis me aqui com a Mocinha.



Ela tem medo de flash. Por isso sempre tenho que tirar no modo manual.


Nessa foto eu não sabia do medo, por isso ela estava toda encolhidinha.

Ela dorme cedo e também acorda cedo (!) Esse ursinho aí (o Tedddy) ela ganhou da filhinha da minha manicure. Ela dorme com ele todo dia. As vezes ela também agarra na gravatinha dele e chacoalha o coitado até ele quase voar longe. Tesc, tesc, tesc!

xxxxx xxxxx xxxxx

Eu estou muito feliz com a chegada dela. Minha rotina mudou completamente, mas cada gracinha que ela faz me derrete! Não sabia que eu era tão emotiva assim com cachorros. Estou deslumbrada... A caminha dela está chegando a qualquer momento pelo correio. Não vejo a hora dela crescer um pouco mais pra ela usar vestidinhos lindos <3

6 comentários:

  1. Awmmm que coisa mais fofinha essa pretinha Tati! Sinto tanta falta das minhas duas filhotonas que deixei na casa da minha mãe no Brasil!
    Cachorrinhos fazem tanta falta =/

    ResponderExcluir
  2. Tati Florentino10/7/14

    É a primeira vez que eu tenho um pet, mas já acho que nunca vou conseguir ficar sem ! Nunca mais!

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhh que coisinha mais fofa!!! Que saudades me deu do meu velhinho! Ele morreu com 18 aninhos o meu cachorrinho! Eles viram parte da familia mesmo.

    bjs de Filipinas,
    Gabi Barbará
    Barbaridades!

    ResponderExcluir
  4. Tati Florentino17/7/14

    Viram mesmo. Eu me apeguei tanto!! Nossa, que pena.... 18 anos, uau!! Tomara que a minha viva tudo isso também!! OU mais <3

    ResponderExcluir
  5. […] meses. Aprendi de um jeito muito amplo. Desde a cuidar da casa (#tatidonadecasa), a ser mãe (da Mocinha), a pensar melhor no que fazer com o meu dinheiro (mas ainda tenho que melhorar nisso) e também a […]

    ResponderExcluir
  6. […] de sempre ter sido apaixonada por cachorros, minha mãe nunca me deixou ter em casa. Por isso, adotar a Mocinha foi umas das coisas que fiz quando me casei. Gatos nunca me encantaram, pelo contrário, nunca […]

    ResponderExcluir