Resenha: De volta aos quinze - Bruna Vieira



Olá, pessoal! Tudo bom com vocês? 
Espero que sim, principalmente por que o fim de semana chegou!! *-*

Bom, hoje eu vim aqui resenhar o livro da Bruna Vieira. O segundo que ela lançou, chamado "De volta aos quinze", e já posso adiantar que me surpreendi muito mesmo. Vou explicar por que: Eu imaginava que a história seria muito infanto-juvenil, sabe? Clichê ou previsível também. E como eu acompanho o blog dela há um tempo, fiquei com muita vontade de compra-lo pra ver se seria isso mesmo. E pessoal: NÃO! A história foi muito melhor do que eu imaginava. 

Com a resenha da Gi, eu imaginei que o livro seria confuso por causa das viagens no tempo. E com a resenha da Paula eu pensei que seria desses romances que a protagonista sofre muito ao ponto de dar muita raiva em quem tá lendo (de fato ela sofre, mas achei a história bem equilibrada). 

Mas vamos ao que interessa: 
O livro conta a história de Anita, uma mulher de 30 anos totalmente insatisfeita com sua carreira e vida amorosa. A única coisa realmente boa que ela ainda tinha era a paixão pela fotografia. E já no primeiro capítulo, ela volta pro interior (sua cidade Natal) para o casamento da sua irmã e se mete em uma das maiores confusões da sua vida, envolvendo sua prima mais querida. Ela tem meio que um surto emocional por causa da situação e acaba apagando...

Quando acorda, ela resolve abrir o Facebook pra tentar pensar em qualquer coisa que não fosse o grande vexame que tinha dado. Mas seu e-mail alerta sobre uma mensagem não lida de sua amiga Helena, que manda o link do seu primeiro blog criado quando Anita ainda tinha 15 anos. Esse blog foi o responsável por levar Anita a primeira viagem ao passado. Ele é meio que uma chave de portal. Toda vez que Anita lê um post, a viagem acontece. 

Ela então ve a possibilidade de mudar coisas na sua vida futura, tenta interferir no destino das pessoas ao seu redor, e também no seu. Mas as consequências de se meter nisso ela não havia calculado. Quando ela pensava que algo não poderia ficar pior, ficava! 

A narrativa é feita em primeira pessoa. A fonte e espaçamento / diagramação estão perfeitos pra mim. O livro tem ilustrações fofinhas. E algumas frases me tocaram muito, como:
"Foi aí que me dei conta de que as pessoas que conseguem nos deixar em paz também podem ser as pessoas que mais conseguem nos tirar a paz."
"Na vida real nós nos adaptamos um ao outro, e a vontade de estar junto é que define se somos ou não perfeitos para alguém."
O livro também tem torpedos, e-mails, bate-papo pelo Facebook, listinhas e playlists fofas, o que torna o livro mais rico em detalhes, e prende tanto a atenção da gente na leitura.

E então, meninas, vcs já leram? Gostaram? Deixem nos comentários, ok? 

2 comentários:

  1. AI MEU DEUS, PAREM DE POSTAR RESENHAS DESSE LIVRO, ESTÃO ME MATANDO DE CURIOSIDADE! Sem dúvidas parece ser um livro maravilhoso, ainda estou querendo comprá-lo.

    http://docedesetembro.blogspot.com.br/
    Lívia Cristine, FB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha, e ele é mesmo!! Amei!!! Beijos Livia!

      Excluir