Confissões de uma gordinha



Comida, pra mim, sempre foi uma arte. Não é a toa que vivem postando tantas fotos de comida no Instagram. É simplesmente lindo de ser ver, eu sei. E pior: Não é uma arte comum, por que você não apenas. Você também pode sentir o cheiro, degustar e, certas vezes pegar com a mão (confesso).

Pra mim, a pior sensação do mundo é quando eu pergunto: Vamos comer tal coisa? E a pessoa responde: Não come não, você não está podendo... Sério, sinto vontade de chorar! Por que no fundo eu sei que a pessoa está mais do que certa. Mas é como se fosse um vício. E eu estivesse em plena abstinência.

Fora as vezes que saímos (o noivo e eu) pra comer com casais amigos e eu reparo que a moça (do casal) sempre pede algo leve ou não consegue terminar o prato. Nossa, que depressão! Pois teoricamente, era pra eu também estar nessa, certo? Mas a verdade é que não sobra nem um grãozinho de nada no meu prato.

Triste!!

Mas, não é que eu fico acomodada com isso e pronto. Eu até tento melhorar. Comecei a fazer essa dieta com o Myfitnesspal, mas só funcionou na primeira semana. Não me julguem! O que deu errado foi que o aplicativo sempre ficava travando (a blogueira aqui que vos fala ainda não tem um iPhone). Então acabei desinstalando o aplicativo e comecei a lançar as coisas no próprio site. Eu vi que também não estava funcionando por que a a minha dieta até estava se limitando ás 1.200 cal/dia, mas não era uma dieta equilibrada.

Desisti dessa maneira de fazer a dieta e resolvi procurar uma nutricionista.

Sabe pra quando consegui agendar uma consulta? Somente 30 dias pra frente. Dá pra acreditar? Com ou sem plano de saúde dava na mesma. É um absurdo! E agora?? Ainda tenho metade do mês pra esperar essa consulta.

As vezes penso que o que realmente vale é o que a pessoa é por dentro, mas eu fico super pra baixo quando vejo que uma calça não me entra mais. É muito difícil essa situação. Vocês também passam por isso, meninas?

0 comentários:

Deixe seu comentário