Faroeste Caboclo - O Filme



Na última quarta-feira fomos (eu e o noivo) ao cinema. Queríamos ver Faroeste Caboclo. Eu estava empolgada para ver a tão famosa história do João de Santo Cristo. Me lembro quando era criança, se passasse essa música no rádio eu largava o que estava fazendo e prestava atenção na letra inteira. Eram quase 10 minutos de música! 

Minha expectativa quanto ao filme já era baixa por causa de uma resenha que o noivo havia lido e que não falava tão bem do filme. Também achei estranho ter começado com a cena que já mostrava o final da história. Só que não dei tanta bola por que (acho) vai quem assistir ao filme já sabia mesmo a história inteira. 

O filme mostrou cenas típicas de produções brasileiros: Violência, drogas, envolvimento da Polícia com o tráfico, etc. Ah, não posso esquecer do sertão e a seca nordestina, que vem bem juntinho com a fome e a falta de instrução e oportunidade. João de Santo Cristo (o do filme) não mostrou nenhuma característica de que: "Comia todas as menininhas da cidade", nem tampouco que assistia "o noticiário, que sempre dizia que o seu ministro ia ajudar". Ele era basicamente um coitado que o destino não deixou em paz.

Muitas coisas foram alteradas no filme. Maria Lúcia (a do filme) não era uma menina tão falsa assim. As decisões que ela tomou foi, de certa forma, justificadas. E era rica, da Asa Sul. E o tão esperado duelo entre Jeremias e João foi feito num lugar afastado, não tinha TV nem as pessoas olhando, muito menos o sorveteiro. Várias partes da infância dele quase não foram mostradas.

Mas, enfim.

Sem mais spoilers, o filme me emocionou em alguns momentos, me prendeu a atenção. Pra quem vê a história pela primeira vez ou não faz a comparação com a música é um bom filme, afinal, nenhum filme baseado em música/livro é genuíno. Mas pra quem já conhece de outros carnavais o tal João de Santo Cristo, não vai achar tão legal assim. Por fim, não achei tempo perdido não. Valeu a pena. O cinema brasileiro está crescendo cada dia mais.

Veja outras resenhas e posts sobre filmes AQUI.

Não deixe de acompanhar o Além de Mim nas redes sociais.

2 comentários:

  1. Sou difícil de gostar de cinema brasileiro, e quando colocam essas violências gratuitas na história, ai que não gosto mesmo!
    Mas fui assistir ao filme porque sou super fã de Legião, e gostei tanto que acabei vendo todos os vídeos de Making-Of que tem no Youtube. ahuahau
    Realmente vemos muitas coisas mudadas, mas adorei cada detalhe disso.
    Minha paixão nesse livro vai para o ator que fez o Jeremias.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei deles terem criado o "motivo" da Maria Lúcia ter deixado o João. :D Também amo Legião. E estou louca pra ver o filme de "Eduardo e Mônica" .

      Obrigada pela visita.

      Excluir