Quem sabe amanhã...



Entrei no elevador e apertei o número quatro com uma sensação de dever não cumprido. De novo! Por que não fui puxar assunto? Aff, aquela coisa me travou e meus joelhos não quiseram fazer nenhum movimento, pra frente ou pra trás. Era o medo! O velho medo misturado com timidez que furou meus planos. Eu sei que não é tão difícil, mas por que não consegui? Bom! Talvez fossem seus olhos verdes! Pensei que você me congelaria e me transformaria em estátua, na mesma posição para sempre. Só que não! Mas poxa! Por que o amor faz desse jeito? 

A porta se abriu. Depois de entrar no 420 só consegui me jogar no sofá e imaginar como seria maravilhoso se você estivesse comigo, aqui mesmo nessa sala. Poderíamos ver um filme, ou ouvir aquela banda que eu sei que você gosta. Ouvi você cantarolando outro dia sem perceber enquanto usava os fones de ouvido. Quem sabe se tentássemos algo na cozinha? Eu nem ia me importar se não ficasse igualzinho a receita... 

Incrível como posso viajar por horas imaginando essas coisas que simplesmente não existem, mas são tão fortes dentro de mim. Talvez o amor é assim!

Amanhã vou furar a fila, meio que sem perceber, pra ficar bem do seu lado na hora do almoço e vou arriscar um "Oi". Então você vai saber que também habito nesse mundo. E que você habita há tanto tempo o meu mundo.

Quem sabe amanhã...



2 comentários:

  1. Bom dia amiga vi seu blog na agenda de blogs e vim conhecer seu blog e já estou te seguindo
    seu blog e lindo parabéns , te convindo para conhecer o meu cantinho ficarei feliz em ter vc lá.Tem sorteios rolando lá tbm participe...
    Para conhecer o Cantinho da Jana e só clicar aqui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi linda! Obrigada pela visita.
      Em breve farei uma visita! *---*

      Beijinhos.

      Excluir