Brincadeiras Vintage.














Encontrei outro dia uma matéria super bacana a respeito de brincadeiras vintage. Eu já tinha lido sobre decoração e moda vintage, mas nunca sobre brincadeiras. Fiquei curiosa para ver do que se tratava e morri de alegria e desespero ao mesmo tempo. Alegria por que já conhecia a grande maioria delas, e desespero pois percebi que estou ficando velha. Veja bem! Mas, enfim, envelhecer faz parte da vida, preciso encarar com tranquilidade, afinal, não tenho outra opção a escolher. Quero saber se você conhece também essas brincadeiras, ou se já não são da sua época.

♥ Amarelinha 
A brincadeira de pular números até chegar ao ‘céu’ já era jogada por crianças da Roma Antiga. Além de ser muito divertida, ela ajuda a desenvolver raciocínio da criança, coordenação motora, atenção, equilíbrio e noção de espaço. Para os pequenos, pode ser uma maneira divertida de fazê-los aprender os números.

♥ Barra-manteiga
"Barra-manteiga na fuça da nega. Minha mãe mandou bater nesta daqui. 1, 2, 3!”
Essa é a música que precede a batida na mão de alguém do time adversário. A brincadeira, cujo objetivo é ter mais pessoas no time, era vista como uma boa forma de interação entre meninos e meninas. Por envolver corrida e atenção, as crianças trabalham força.

♥ Cabra-cega ou Gato Mia
Essas duas brincadeiras são variações de uma mesma, que trabalha com o sentido de localização e a percepção tátil e auditiva das crianças. A base é de um ‘pega-pega’, só que o pegador deve estar com os olhos vendados. Ao capturar um participante, precisa usar o tato e a audição para tentar adivinhar o nome da pessoa.


♥ Corda
Se você tiver uma boa corda e um mínimo de três pessoas, poderá fazer muitas brincadeiras diferentes, todas elas trabalham com a coordenação motora e desenvolvimento de braços, pernas e raciocínio.

♥ Dança da cadeira
Para ficar divertido, quanto mais pessoas você puder chamar, melhor. Os participantes devem andar em volta de cadeiras encostadas e, quando a música parar, é só sentar. Para ficar engraçado, o número de cadeiras deve ser menor do que o de pessoas. Para não ficar em pé, o participante vai precisa de muita agilidade e atenção.

♥ Duro ou mole
Nessa outra variação de ‘pega-pega’, há um pegador e um salvador. O ‘malvado’ da turma é responsável por encostar nos participantes fazendo-os ficar parados. Já a missão do responsável pela salvação, é encostar nas mesmas pessoas e dizer ‘mole’ para que eles voltem a correr. A brincadeira exige muita velocidade, cooperação e expressão corporal.

♥ Elástico
Em lojas específicas de costura e aviamento é possível comprar um elástico de roupa por metro. É justamente ele o protagonista dessa divertida brincadeira que estimula a coordenação motora e pode servir para aprender palavras e sílabas novas. Como? Brincando de dar um pulo para dentro do elástico a cada sílaba de uma palavra. Se errar a sílaba ou o pulo, começa novamente.

♥ Estátua
Essa brincadeira é divertida para quem está participando e para os que assistem também. Afinal, ver as caretas de uma pessoa com cócegas se segurando para não rir é uma delícia, não é mesmo? Tudo o que você precisa é de uma pena ou algum objeto que provoque cócegas. Quando você gritar ‘estátua’, a pessoa precisa ficar imóvel, isto é, se for capaz.

♥ Passa anel
Concentração e observação são os pontos-chave dessa brincadeira simples, mas divertida. Para que ela aconteça é necessário no mínimo cinco pessoas: uma para ser o ‘passador do anel’, outra para ser o adivinhador e os demais envolvidos precisam saber disfarçar e receber o anel de forma discreta. 

♥ Telefone sem fio
Todos se sentam em fila ou círculo e a brincadeira começa quando um dos jogadores elabora uma frase e a diz bem baixinho no ouvido de quem estiver ao lado. Você repete a frase do jeito que a ouviu para a próxima pessoa e assim sucessivamente até que o último diga a frase em voz alta. Geralmente, a frase final é completamente diferente da que foi dita pelo primeiro jogador, o que garante muitas risadas aos participantes. Além de estimular a criatividade, a brincadeira é ótima para trabalhar a memória e apurar o ouvido.

♥ Vivo-morto
Esse jogo em que o mestre deve dizer ‘vivo’ para que todos fiquem em pé e ‘morto’ para que se abaixem exige muita concentração e coordenação motora. Para as crianças, especialmente as mais novas, garantias de gargalhadas, já para os adultos talvez exija um pouco de preparo físico, afinal, não é tão fácil ficar abaixando e levantando os joelhos.

Eu já joguei quase todas essas brincadeiras e garanto que é muito divertido.
E você, conhece alguma delas?


1 comentários:

  1. http://des-conversando.blogspot.com.br/2013/06/preciso-da-ajuda-de-voces-por-favor.html Olá, tô precisando da sua ajuda pra realizar um sonho meu, você pode me ajudar? é só votar em mim no link que tá no post do meu blog, quem votar vai ser indicado lá no próximo post, obrigada e fica com Deus. *---*

    ResponderExcluir