Fazer apenas o que gosta: Utopia ou Realidade?


Pessoas que perderam o seu foco, geralmente começam a fugir daquilo que mais lhes pressiona e passam a ocupar o seu tempo com aquilo que lhe dá mais prazer imediato. É uma espécie de zona de fuga, um lugar de descanso, um oásis da acomodação dentro de um deserto dos propósitos perdidos.

No entanto, seja no ambiente empresarial ou na vida pessoal, nem sempre o que produz mais prazer de forma imediata é o que lhe proporcionará o resultado necessário para que você alcance o maior de todos os prazeres: O SUCESSO.

Muito se ouve: "Eu quero fazer apenas o que eu gosto". Na boa, não existe um ser humano sequer na face da Terra, BEM SUCEDIDO, que faça APENAS o que gosta.

Eu amo o meu trabalho e os meus projetos, por exemplo, agora se eu lhe disser que eu gosto de todas as tarefas que fazem parte da realização desses projetos seria uma grande mentira. Tem coisa que eu gosto, tem coisa que eu levo e tem outras que não gosto.

Mas eu amo ser um vencedor no que eu faço e eu detesto ser um perdedor. E para ser um vencedor, você precisa treinar, ralar, superar-se e muitas vezes conviver com a dor a fim de alcançar um objetivo. É justamente nessa hora que muitos batem em retirada e não é por acaso que o sucesso estatisticamente seja alcançado apenas por uma minoria...

Voltando ao tema inicial, ao fugir de suas responsabilidades por sentir-se pressionado em troca de um prazerzinho imediato da fuga, você pode estar abrindo mão de tudo que você deseja conquistar e inclusive, abrir mão de tudo que você conquistou e tanto lutou para um dia alcançar. Ou seja, não só você não conquistará os seus objetivos como até o que você tem e conquistou poderá ser colocado a perder.

Muitos, no meio dessa turbulência e diante da falta de resultados que é consequência dessa perda de foco, ao invés de reconhecerem a razão pela qual pararam de produzir, tentam teorizar, acharem culpados ou encontrarem motivos para justificarem os seus fracassos.

Raramente alguém sai dessa sozinho. O ego, o orgulho e a resistência em voltar a meter a mão na massa, costumam tirar a visão da melhor saída. Ter a ajuda de alguém com uma visão de fora e com credibilidade para tratar do assunto, pode se decisivo...

Tá tendo resultados menores do que um dia alcançou?
Pessoas comuns culpam e justificam.
Pessoas diferenciadas, assumem e buscam ajuda.

Encare a realidade com coragem ou seja subjugado por ela.
Motivar-se com a realidade ao invés de iludir-se com qualquer utopia, pode fazer total diferença em sua vida.

[Geração de Valor]

0 comentários:

Deixe seu comentário