Image Map

Posts recentes

27 de jul de 2015

Como ser feliz (ou, no mínimo, menos triste) - Lee Crutchley


Feliz é o que todos nós buscamos ser nesta vida. Mas, nós não entendemos direito o que isso significa, de fato. A felicidade não é algo contínuo. É um estado. Um momento. Um detalhe. Que passa... Tudo que vivemos é um ciclo que começa e termina. Até mesmo a felicidade. Mas depois ela vem de novo. Como se ela se renovasse, entende? Então, por interpretar de um jeito errado, nós buscamos uma situação utópica, um estado de felicidade pleno, mas ele não existe.


Mário Sergio Cortella (que eu admiro demais!) escreveu que "felicidade é quando a vida está em equilíbrio. E não é o equilíbrio da estática, é o equilíbrio da bicicleta, ou seja, quando o equilíbrio se dá no movimento.


Eu falei tudo isso aí em cima pra mostrar pra vocês o livro que comprei na última viagem que fiz à São Paulo. O nome dele é Como Ser Feliz (ou, no mínimo, menos triste). Quando vi ele lá exposto, eu logo pensei que fosse um livro de auto-ajuda. E eu não curto muito esse tipo de conteúdo. Um gosto pessoal mesmo. Mas, quando abri ele nas minhas mãos eu fiquei encantada. É um livro interativo. Lindo!! Que até dá dó de preencher. 


Eu estou fazendo uma promessa de ficar 1 ano (!) sem comer chocolate. Me julguem!! Pode me julgar por que eu também acho que eu sou doida, haha. Mas, imagina quando eu voltar (falta pouco) e fazer a Meditação de Chocolate como mostra na figura acima?!



Não sei se vou conseguir preencher o livro, mas de qualquer forma, achei ele tão lindo que vivo folheando ele e respondendo mentalmente as perguntas. Isso até faz eu me conhecer melhor. 

Alguém aí já conhecia o livro? Gostou?

19 de jul de 2015

Diário de viagem: São Paulo ~ Beco do Batman + Livraria Cultura

Ah, como eu amo atualizar a categoria Viagem aqui do blog. Dessa vez fui à São Paulo, aproveitei que minha sogra faria uma consulta e alguns exames e fui junto para visitar alguns lugares que ainda não havia visitado. Comecei tomando café da manhã com minha família, depois almoçamos pastel (o meu foi de palmito) na feira. Depois, botamos o pé na estrada. No primeiro dia, fomos ao Beco do Batman e Livraria Cultura na Paulista. 


Se você também não conhece, o Beco do Batman é uma galeria a céu aberto de arte urbana / grafite. Fica na Vila Madalena. Não é difícil de chegar. Se você for de metrô, fica perto da Estação Clínicas. Ele tem esse nome por que na década de 80 alguém desenhou o homem morcego das histórias em quadrinhos. Depois desse evento, muitos estudantes de artes plásticas começaram a deixar suas marcas nas paredes, hoje totalmente cobertas de... arte!

Jantamos pizza (!). 
Comemos no Pedaço da Pizza que serve um pedaço unitário bem gostoso de pizza que deixa a gente muito satisfeito. Pedi frango com catupiri, meu sabor preferido de pizza. Depois zarpamos para a Livraria Cultura na Av. Paulista. Eu nunca tinha colocado os pés numa livraria tão gigante! Ela fica no Conjunto Nacional. São, ao todo, 4,300 metros quadrados distribuídos em 3 pisos!! Nunca imaginei que veria tanto livro na minha frente! A Livraria é LINDA! Eu moraria lá, fácil!! Depois de horas lá dentro #exagerada! eu levei dois livros. Um de presente para o meu maridinho completar a coleção de livros da Série As Grandes Ideias de Todos os Tempos, e levei também o livro Como Ser Feliz, em breve farei resenha por aqui. 
Por enquanto, é isso. Já já libero os outros dias e demais passeios que fiz lá. São Paulo me surpreende demais. Já fui algumas tantas vezes, mas não conheço quase nada, ainda falta muita coisa pra riscar da lista. 

17 de jul de 2015

Look do dia: All black


Gente!! Tudo bem? Em Julho peguei alguns dias de férias. Eu queria, realmente, tirar férias da minha rotina. Então aproveitei que minha sogra ia pra São Paulo pra fazer exames (e graças a Deus, tudo deu certo) e fui alguns dias antes dela pra ficar com minha família de lá e passear um pouquinho. 

Pensa no frio que tava fazendo nesse dia. Pra mim que sou de Goiás, qualquer temperatura mais baixa já faz muita diferença e eu corro pra me empacotar. Acho o look todo preto bem elegante. Mas quis dar uma cor usando essa bolsa num tom de vermelho super aberto. Esse casaco maravilhoso eu sei que vou usar bem pouquinho na minha cidade quente, mas já valeu o investimento, já que usei bastante na terra da garoa. 

Clica AQUI pra ver mais looks.